RevisadoSem signo

Você o subestimou

“Você me subestimou desde a primeira vez.”

Sim. Eu subestimei, e ao contrário do que eu achei, eu continuo fazendo. Mesmo eu sabendo o que você fez comigo e ainda faz, bem, isso não importa agora. Há uma grande diferença de quando eu o subestimava antes para hoje. Se antes eu colocava você abaixo de mim, hoje eu o coloco ao meu lado, abaixo das minhas asas para te proteger ainda do seu persistente estado de “ignorância” e sono.

Em outras vidas eu também agi assim, afinal, como uma pessoa que veio quase sempre do berço da elite poderia amar alguém que mal sabia como comer? O seu coração me curou. Na verdade, se não tivesse sido a sua existência, talvez eu nunca teria visto luz lá. Sabe, hoje é complicado admitir isso. Eu vivo do meu ego, sim, e gosto, mas o meu coração tem vida própria e eu acabo sentindo mais do que eu deveria, pelo menos é o que a minha mente diz.

Eu te subestimo, porque eu não quero que você se machuque, que você se engane e que se perca, mas eu vejo, sim, que não está nas minhas mãos. Nunca esteve. Nas outras vidas foi o mesmo, pois as formas como eu te perdi… foram dolorosas. Muito dolorosas. O sentimento de impotência, de espera que voltasse vivo de batalhas, ficar sem notícias, ter que mandar buscarem por você, mas não saber… ou então te encontrar em um leito de morte. Isso ainda é tão presente que… dói.

Nessa vida, eu sei exatamente pelo que eu vim. Para ajudar um pessoal a evoluir, para acertar uns pedaços de ego, posse e culpa que ainda me seguem, mas também para te encontrar. Forte, isso, não?

Se para você deve ser difícil aceitar, imagina para quem está dizendo. Tanta coisa já passou na minha mente, mas ao mesmo tempo que eu me sinto ridícula, eu não me sinto.

Me desculpe, mas… eu não consigo mais. Eu olho, eu luto, mas não consigo mais… Deixou de ser possível.

Mais uma vez, isso não muda nada o que deve ser feito. Eu acelerei um pouco as coisas para você ficar bem e eu também. Hoje eu percebo que a minha participação é menor do que eu achei que deveria ser, pois você é capaz de ficar bem em solidão nessa busca. Você vai. Eu sei que vai.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar