RevisadoSem signo

Acalme esse coração ansioso!

Uma vez eu estava navegando na internet e acabei encontrando um post falando sobre as pessoas que dizem para as outras terem calma quando na verdade elas estão tendo uma crise de ansiedade. O post falava basicamente da tentativa das pessoas em achar que pedir calma para alguém que estava nervoso ia trazer essa sensação de uma hora para outra. Porém, ninguém se lembra de que não estamos preparados para encarar alguém que esteja passando por uma crise nervosa e que existe uma boa intenção vindo daquela pessoa em tentar ajudar.

A gente não se acostumou a lidar com os problemas externos, que nada têm a ver com a gente. Muitas vezes você não consegue dar uma palavra de estímulo ou aconselhar alguém porque nunca te induziram a trabalhar esse lado. Porém, quando acontece conosco e nós estamos passando por uma situação ruim e alguém age exatamente como agimos muitas e muitas vezes com outras guruzinhas e guruzinhos, isso nos parece um choque e o cúmulo. Temos as nossas dificuldades, e as nossas debilidades vêm para serem mostradas a partir de outras pessoas que aparecem na nossa frente fazendo a mesma coisa que a gente costuma fazer e não percebe.

E para incrementar, quando alguém não corresponde às nossas expectativas do que a gente tava precisando naquela hora e que a outra pessoa não conseguiria nem ao menos adivinhar, a mesma pessoa que não consegue lidar com aquela situação é apedrejada. É muito fácil você dizer que é preciso aconselhar alguém quando se está passando por uma situação ruim. Mas será que todos nós somos capazes de conseguir dar uma palavra de conforto para um coração ansioso? Será que também não temos preguiça de ouvir relatos de pessoas que estejam passando por situações ruins e vejam na gente uma forma de esperança?

A vida dá voltas, mas ela se encarrega de mostrar onde nós precisamos trabalhar para nos tornarmos melhores uns com os outros. Eu, Guru Astral, sinto muito em ser cruel dessa forma, mas ninguém é responsável pela sua crise de ansiedade a não ser você mesmo. A cura está nas suas mãos, e unicamente nelas. Se algum dia alguém conseguir lhe trazer uma palavra de alívio no momento certo, entenda isso como um complemento, e não como algo a que você precisa se apegar e depender sempre que a crise vem.

Todo mundo está passando por uma situação triste e que deve vencer. Você não é a única pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar