ReligiosoRevisadoSem signo

Preciso ser Buda para ser feliz?

Essa foi uma das perguntas mais inteligentes e felizes que alguém poderia fazer para o Guru Astral. É sério. Eu escrevo este texto com muita felicidade porque, diante de tanto apelo sobre a espiritualidade e sobre o encontro consigo mesmas, as guruzinhas e guruzinhos confundem isso como ser um Buda na vida real. Eu não estou dizendo que é impossível você chegar ao estado de Buda ou que você nunca conseguirá entender do que se trata esse processo. Pra gente ser um pouco mais profundo nesse assunto e entender o que significa ser um Buda, é basicamente alcançar a sua iluminação. Buda conseguiu alcançar a iluminação a partir de uma limpeza espiritual e uma ativação da coincidência muito maior do que quase todos os seres humanos estão vibrando neste momento.

Buda passou por muitos processos em que teve de abrir mão de instintos carnais e primitivos para poder conseguir entender qual é a real essência da vida. Foi uma pessoa que esteve pronta para isso e, quando eu digo que esteve pronta, é porque Buda se abriu para esse processo. Todos nós podemos passar por isso e percorrer o mesmo caminho que já foi percorrido por ele, mas caso você opte em não fazer isso e queira alcançar a sua felicidade, isso também é possível a partir de maneiras diferentes.

As pessoas confundem que a felicidade é se manter impassível quanto a todos os estímulos que estão à sua frente. Quando se trata de raiva e outros sentimentos negativos que podem percorrer nosso caminho, tudo bem, é basicamente isso. Mas isso não vai acontecer de uma hora para outra, mesmo que você queira que isso aconteça.

Tem muito dessa ideia de que a felicidade é algo alcançável e não um caminho que você percorre para chegar a ela. Se você se submeter a se sentir feliz com os processos positivos que você escolheu para si, isso já é um estágio de felicidade. A felicidade não é um pote de ouro que você encontra no final de uma estrada, mas sim o caminho que você percorre para poder chegar até o final de uma evolução.

Você não precisa ser Buda para ser feliz, mas entender conceitos simples de leveza que ele mesmo deixou para alguns de nós conseguirmos ter uma caminhada mais singela pode ser, sim, uma grande forma de você entender o que significa felicidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar