RevisadoSem signo

Você vai conseguir!

É, eu sei. Eu tenho que admitir. Não dá mais pra ficar escondendo alguma coisa que tá gritando pra sair. Eu não conto com a sua reciprocidade. Eu já cansei de sonhar como eu faria isso dar certo, mas então eu percebi: não posso fazer isso por conta própria. É melhor eu desistir (você vai conseguir).

É melhor. Fica aí. Uma hora a gente esquece que isso tudo aconteceu. Ignora as coisas que nós mais gostamos um no outro, como alguém que nunca se conheceu. Eu não vou contar vantagem. Eu tô tirando isso tudo à beira da margem, e esse rio da vida vai levar para longe.

Não olha pra mim. Eu ainda tento resistir.

Seu coração me parece bom, mas eu não vou mais tentar abrir. Eu gosto de você, mas é melhor eu sair. Não me peça pra explicar, foi só o que eu senti.

Eu estou me virando mais rápido do que antes. Não preciso usar mais máscaras nem mentir. É melhor eu ir.

Eu deveria ter pensado nisso melhor antes de entrar e fechar a porta com tudo. Eu achei que você poderia me ser uma substituição por tudo que eu já passei, e agora eu respiro fundo para não pirar. Tem certas guruzinhas e guruzinhos nessa vida que a gente acha que vêm para nos salvar de uma coisa que não conseguimos largar, mas adivinha o que acontece? A gente vai se apegar, e pronto… Tá tentando ver uma forma de se livrar disso de novo.

Poderia ser você a grande pessoa que me ajuda a dar uma guinada na minha vida e que é diferente de todas as outras, mas eu vejo que não. Eu vejo que você nem faz esse tipo de esforço, e eu preciso sair daqui. É nessa hora que eu abandono.

Eu sei que vai me dar vontade de ficar, mas eu vou me levantar. Eu posso caminhar pouco, me arrastar, mas toda vez que eu ainda cair, eu vou me levantar de novo.

Há sempre novas tentativas, mas desta vez eu vou tirar um tempo para me acostumar a me curtir e me aceitar como eu sou e que não preciso de ninguém para ser o motivo da minha alegria no final de cada tempo. Isso já é covardia da minha vez, e acho que chegou a hora de me conhecer por dentro.

Agradeço por me apresentar esse novo eu que eu sempre adiei, mas agora acabei conhecendo.

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar