RevisadoSem signo

Se livre das coisas inúteis

Ei. Eu trouxe um amigo aqui para te ajudar a fazer uma faxina no seu armário. QUÊ? VOCÊ NÃO PRECISA DISSO? Você está de brincadeira. Olha só quanta coisa você vem guardando para nada. Quer me fazer o favor de se desapegar desse monte de tralha? Você nem se lembra das coisas que você tem. Pelo amor de Deus. Se livre disso! Depois, quando quiser comprar coisa nova, não sabe onde vai colocar. E eu não vou te deixar comprar armário novo, não. Vai ser nesse mesmo. Toma jeito. Nada a ver querer ficar guardando passado. Olha só. Até guardanapo que o crush usou no primeiro encontro você guardou. Você sabe que isso é anti-higiênico, né? Se o seu crush souber que você guarda essas coisas, é bem provável que ele queira correr de você.

E essas roupas que você nem usa mais? Tá guardando para usar quando? No funeral de São Nunca. Opa! Me perdoe aí, São Nunca. Não queria ofender o senhor, não, mas é que essa criatura não quer abrir mão das próprias coisas. Quantas vezes já falei que ficar guardando coisa antiga atrai energia negativa? Psiu! Não quero um pio pra ouvir que você não acredita nessas coisas. Eu, hein. Não acredita nessas coisas, mas se estiver dentro de um avião e vir a primeira turbulência vai começar a chamar Jesus, toda a hierarquia de anjos, gnomos, fadas, Sininho, Peter Pan e sabe lá o quê. Se perder alguma coisa, já chama São Longuinho. Não me venha com esse papo, não, abestado. 

Vamos. Vamos nos desapegar dessas coisas aí. Vou dar tudo pro Exército da Salvação. Pelo menos vai estar fazendo boa ação para alguém que tá precisando, ajudando famílias, crianças, quem não tem nada. E você aí se apegando a tudo. Abre espaço nesse armário, deixa o ar entrar! Renova suas coisas. Olha que coisa boa! Ô, benção. Tem que brigar muito com essa teimosia. Eu deveria ganhar um salário por cada vez que eu abro a mente sua. Amo você, mas você é alguém chato demais.

E agora que você tirou tudo, por favor me promete que vai ficar só com o essencial. Me promete? Não me faz pagar mais uma passagem de ônibus para vir aqui fazer a faxina nas suas coisas, não. Tenha dó do meu dinheirinho, senão eu vou tirar do seu. Ah. Onde já se viu?

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar