RevisadoSem signo

Não é nada disso que você está pensando

Pare agora. Eu desisto. Aliás, nós desistimos. Parei de tentar me fazer entender, porque esse caminho eu já cansei de percorrer.

Nos perdemos. Nos cansamos. Estagnamos. Sequer pensamos que somos adultos para fugir das nossas responsabilidades quando nos apaixonamos.

Então trocamos. Fazemos novos planos. Fingimos que desta vez faremos certo quando aceitamos que no passado nós erramos.

Mas chega a vez de mais alguém e… nos bloqueamos. Não estamos prontos. Bom… Nem perdemos nosso tempo nos aprontando. Porque o amor acontece mesmo quando não estamos contando. O amor acontece quando nós não o autorizamos.

Porque… ele não precisa disso. Ele vê uma fresta e já vai entrando. Vai se acomodando, e, quando você vê… já está se programando para deixar um espaço para ele numa semana apertada. Portanto, o que dizer de um sentimento que nós achamos que conhecemos, mas que quando chega nos assustamos?

Talvez porque a vida acaba sendo tão densa que com as pequenas coisas nos desconectamos. Nos esquecemos. Falamos tanto e com nossas promessas acabamos faltando.

Esquecemos essa simplicidade de nos encontrarmos de verdade. As palavras que esquecemos de dizer quando encontramos a nossa metade.

O amor não é nada disso que você está pensando. Ele está além do que eu sei, mas se for para ter certeza de alguma coisa… o que eu posso dizer é que ele me mostra para onde está apontando.

O amor é uma chuva que segue molhando até te transbordar, mas há quem abra mão disso por achar que está incomodando. Ou que acha que a vida é curta e perder tempo em experiência fugazes faça mais sentido que estar amando.

Você pode até não acreditar nele, mas mesmo assim… ele continua apostando e provando o que nós procuramos durante anos, e diversas vezes está bem perto de nós…

Apenas esperando.

Às vezes o amor vem de mais formas que nós não conseguimos aceitar porque queremos colocar nele fantasias e roupas que são apenas nossas. E ele só tá esperando que a gente dê oportunidade para ele provar que isso é muito pior do que se a gente simplesmente largasse a mão do controle e pudesse aceitar aquilo que ele tem para a gente. O amor não é nada disso que você está esperando, porque quando a gente espera demais, acaba se frustrando com aquilo que acaba aparecendo. Então é hora de a gente finalmente largar a mão e começar a abrir os braços para o amor.

Principalmente você que costumava acreditar tanto na vida com otimismo e paz. Não tenha medo de prosseguir e de fazer aquilo que te faz feliz, pois é justamente essa proposta que o amor faz a todos nós todos os dias da nossa vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar