RevisadoSem signo

Deixe o rótulo pra lá e vá amar

Quantas vezes a gente acaba gostando de alguém ou então alguém gostando da gente e nós tentamos tomar esse sentimento para que possamos entender o que ele significa. Não estou aqui para dizer que isso é uma espécie de ato ruim ou uma atitude que nada tem a ver com uma busca no final das contas, mas acabamos diversas vezes presos a esse tipo de atitude e esquecemos o essencial, que é experimentar e vivenciar.

Eu tenho certeza que, se você acabou vindo até este texto, é porque está passando por algum tipo de situação que te deixa em dúvida em relação ao amor. Talvez você esteja aqui porque muita gente já lhe disse muita coisa sobre o que você está vivendo e você se encontra tão perdido que está fazendo de tudo para poder tentar ler os sinais e tomar a melhor atitude possível. Isso é uma atitude louvável, porque traz uma forma de você não se conformar ou então de você não apenas acreditar no que as pessoas estão dizendo, mas de acreditar que a vida vai se encarregar de trazer os devidos sinais.

Rotular e tentar trazer a experiência para cada vez mais perto do nosso entendimento é separar um pouco as coisas e passar a não se enganar mais e não se machucar sobre algo que possa vir a acontecer. Mas eu lhe digo para você largar um pouco disso e nomear o que está acontecendo com você neste momento e até com a pessoa que você quer na sua vida.

Se você acredita que a vida é capaz de dar sinais sobre como você deve agir a partir de agora, o Guru Astral lhe pede que você deposite esse mesmo tipo de confiança na vida mais uma vez, pois ela vai se desenrolar e mostrar o que vai acontecer daqui pra frente. Sei também que é meio ridículo pedir para você não criar expectativas, porque volta e meia a gente acaba criando, sim. Mas eu peço também para você ir com calma e deixar mais uma vez a vida fluir, porque, no final das contas, é o que ela acaba fazendo. Por mais que a gente ache que o rótulo só vem trazer uma base de segurança sobre o que tá acontecendo, ele também vem pra machucar e destruir algum tipo de certeza que você achava que era verdadeira. Acho que também essa é a verdadeira forma de deixar fluir e de não acabar caindo em mentiras e que muitas vezes somos nós mesmos que cometemos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar