NarrativasRevisadoSem signo

Quando mostro que preciso do seu carinho

Trouxe mais uma vez os olhos até mim e vi que tinha carinho. Eu o retribuí e ambos soltamos um risinho de recém-apaixonados. Por um momento eu detive meus olhos no meu amor. Eu gostava das expressões que fazia. Por ele ser meu grande ídolo, isso me fascinava.
Depois de tudo que eu tinha passado, ele estava me fazendo bem. Estava me fazendo esquecer um pouco os dramas que há tão pouco tinha vivido.
Perder um amigo não é fácil, e eu sabia disso, ainda mais quando você não sabe o motivo. Se houve uma briga ou traição, algo desse escalão é mais do que compreensível que cause um rompimento de relacionamento, mas… não aconteceu. Perdi o chão por dias assim que ele resolveu ir embora da minha vida sem ao menos cuspir na minha cara um motivo ou explicação. Mas agora ele estava aqui novamente, e parece que nada tinha mudado. Eu amava sentir o seu carinho, eu amava sentir que ele se importava.
Bem, eu admito que poderia ter sido pior. Descobri que o tal “amor da minha vida” apenas o era na minha inocente cabeça. Construí e acreditei em algo que poderia ser real, pois sempre tive em mim que ser especial é possível. É só acreditar. Mas me esqueci de lembrar que nem todo mundo pensa desse modo.
O silêncio dizia muito, mas havia um estranho som, e apenas esse era o som dos nossos dedos se entrelaçando prometendo coisas que nunca poderiam cumprir.
Estava tudo estranho. Porque uma hora eu sabia que estava bem, mas na outra eu só achava que não era mais capaz de ficar mais. Isso me atordoava. Estava fora do controle.
Eu poderia ter desistido e deixado passar fácil, mas vocês com certeza são as colunas de um trabalho que promete ser grandioso.

Mas disse que está apaixonada por você. Ela é só uma menina. Do tipo que se apaixona por qualquer cara a qualquer momento, mas você pode tirar proveito disso. Ambos estão em evidência agora, e ambos alimentaram o tipo de notícia sobre um relacionamento… Nós só éramos amigos. Não vai ser difícil você converter isso a meu favor. Vamos lá, seja razoável. Saber como lidar com as mulheres… Não esqueço o quanto todo mundo está tentando me arrumar uma boa esposa, ou ao menos alguém para dividir as gavetas de roupas íntimas. Isso vende, entretém, e bem mais do que a sua meia dúzia de festas com treze garotas diferentes.
Era algo que eu precisava, mas às vezes não sabia como dizer para ela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar