RevisadoSem signo

Quando ele apareceu

É querer demais recomeçar. Quando você acaba de cair, seja por você, por ele ou mais alguém, a última coisa que você vai pensar é se vai ter forças para levantar. Pois todos nós estamos aqui para vencer, mas a vida vai te fazer acreditar que você é apenas mais fraco do que os outros que conseguem continuar.

Eu gostaria de voltar a amar, mas eu não sei se vale a pena arriscar. Todas as guruzinhas e guruzinhos me deram razões suficientes que sentir algo por alguém é enfrentar a possibilidade de se machucar, mas ninguém nos falou que em qualquer área que quisermos viver, nós temos que tentar.

Eu juro que prometi me fechar. Passar dos 20 sem o sucesso de conseguir alguém que possa me amar é sinônimo do fracasso que é praticamente impossível de ultrapassar, e, a partir do momento em que você não espera mais nada para te surpreender, alguém novo aparece para lhe provar que você só acabou de começar.

Você não precisa me tocar para eu sentir como se estivesse aí em algum lugar que você também está. Você não precisa me lembrar do quanto a imaturidade me corrói por eu não me desvencilhar da minha impulsividade que ainda me faz errar. Você não precisa se mostrar, já que a sua voz me mostra tudo o que eu preciso saber e se estou prestes a me curar.

Eu não estou lhe exigindo nada, eu não vou te obrigar, mas se você quiser saber mais de mim e estar dentro de mim, você vai precisar confiar. Eu já corri das principais armadilhas da vida, eu também tive que aprender a me safar, talvez você precise aprender a escutar. Eu estou fazendo o melhor para isso funcionar, pois se eu estou contigo, eu quero fazer isso funcionar.

Só me diz se vai me deixar entrar. Eu quero ficar. Se fosse para te magoar, eu já teria te deixado saber que eu estou com cortes por dentro, dos quais eu não serei capaz de recuperar. Pare de se esconder e deixe que essa seja a última vez que você vai permitir alguém conhecer as suas fortalezas antes de derrubá-las. Pare de olhar para o meu rosto e ver o reflexo das coisas que lhe tiram da linha. Elas já passaram e você tem que aprender que somos todos humanos e que, além dos erros, é preciso perdoar.

Os seus medos são os mesmos que os meus, mas eu não deixo que eles me tomem, pois eu acredito que se temos essa chance de acordar todos os dias, nós não podemos desperdiçar.

Você vai quebrar?

Sim, esse pequeno protocolo seu de que se cansou de ver o que você acreditou terminar por abrir a porta e nunca mais voltar?

Eu quero ser uma boa razão, mas só posso fazer quando você aceitar.

E eu sei que você quer, você sempre quis desde que nós tivemos que nos cruzar, então é só me deixar fazer o que eu preciso e eu preciso acertar.

Me deixa lhe mostrar.

Eu não quero nada mais daquilo que você pode me dar.

Se eu te arranhar, eu faço algo para compensar.

Então… Tá?

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar