NarrativasRevisadoSem signo

Ela no WhatsApp

Sabe, você estava certo. Eu costumo vomitar quando eu me apaixono pelas pessoas. Não desejo isso a ninguém nos dias de hoje, pois as pessoas não sabem lidar com os sentimentos. Elas se isolam, mentem e só machucam os outros. E sabe onde eu estava? Eu tinha me apaixonado de novo.

Eu não me importaria. Ou talvez sim, se eu ouvisse mais uma negativa na vida. Mas agora… eu não estava pronta. Sabe o momento quando você encontra a pessoa da sua vida e simplesmente você sabe que não é o momento? Ou então quando você sofre por não saber se vai existir o dia seguinte?

Eu sempre li esses casos de amor e achava que nada poderia ser pior. Encontrar o amor e simplesmente não o viver. Pois bem… aqui estou. Eu me peguei muitas vezes te xingando… E pensando como não deveria ter acontecido e como… eu sinto sua falta.

Como eu desejei que tivesse coragem ou ao menos interesse em me mandar um qualquer “Oi” pelo WhatsApp. Que um dia eu estivesse atravessando a rua em frente à minha faculdade e você estivesse parado no sinal, e tentasse me atropelar de “brincadeira” (eu sei que você seria capaz de fazer isso).

Ou então, o pior sonho americano de qualquer garota que espera seu príncipe moderno. Eu estivesse em casa com todas as minhas expectativas quebradas e ouvisse meu nome ser chamado por você no portão da minha rua.

É o mal de todo escritor idealizar um fim perfeito, e eu sei que… hoje, não tendo mais você, nem como presença nem como ausência, posso escrever algo que acontecerá apenas dentro da minha cabeça.

“Você está segura?”

“Não me manda mais mensagem.”

“Pensei que tinha sido sequestrada.”

“Haha.”

Eu poderia imaginar a voz dele me dizendo isso, mas eu estava ocupada demais procurando ar para respirar. Ele tinha voltado, ainda que eu tivesse duvidado tantas vezes que isso seria possível. Eu queria gritar e responder ao mesmo tempo. Eu queria ligar para ele ao mesmo tempo, mas era tão cedo. Então decidi não responder. Uni um pouco das forças restantes.

“Eu sabia que você ficava mais bonita sem maquiagem”, foi a última frase que ele me disse antes de desligar o celular.

Como um raio de sol, ele estava na minha frente. Eu ao mesmo tempo queria poder dizer tudo o que estava com vontade de dizer. Como ele tinha feito falta, como eu me sentia, como eu não queria que acontecesse de novo. O WhatsApp era mil vezes mais simples.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar