RevisadoSem signo

O relacionamento tóxico

Nossa. Tá na hora de jogar um papo forte pra você. Sei que pode ser que você não tenha se preparado, mas eu aconselho que você faça isso. Sei lá, faz como você achar melhor, porém o Guru Astral já lhe adianta que o papo é bem sério e pode ser que você já tenha passado por esse tipo de situação antes e não queira reviver no agora. Se você tiver preparo para isso, ótimo, pode continuar lendo o texto. Porém, se você não se sentir bem, você pode fechar e talvez um dia voltar a abrir.

Hoje a gente vai falar sobre relacionamento tóxico e sobre tudo o que envolve isso. É um assunto um pouco profundo que talvez a gente não consiga entrar muito neste texto, mas que serve também de um apelo caso você esteja vivendo na posição tanto de vítima como alguém que pode estar proporcionando esse tipo de relacionamento. Um dos primeiros passos é a gente enxergar o que está acontecendo na relação e por que que as coisas não estão andando como deveriam. A gente simplesmente não pode tirar o nosso corpo fora e achar que sempre é a culpa do outro. Lógico que se existir uma forma de exagero em que as coisas que não estejam naturais partem muito do outro lado, pode existir um excesso que não vem da gente.

Uma das coisas mais fundamentais e que são precisas quando não se consegue enxergar onde estão os erros e como eles estão acontecendo é quando precisamos de opiniões de fora. Pergunte sempre às suas amizades como elas enxergam a relação que você está nutrindo e como elas acham que poderia melhorar a interação e a forma dos comportamentos. Leia mais sobre o assunto dos relacionamentos tóxicos e perceba quais pontos fazem com que você se identifique. Não tenha medo do que você vai encontrar, pois quanto mais cedo você perceber isso, mais cedo você vai conseguir parar e perceber que precisa de ajuda.

Às vezes a gente precisa entender que não depende só da gente curar uma coisa que não está bem resolvida. Às vezes a gente precisa admitir que não está sendo bom o suficiente, porém que pode voltar a ser, sim, se tivermos maturidade de entender que agora a gente precisa de uma mão estendida para nos ajudar.

Você não é pior do ninguém por estar dentro de um relacionamento tóxico. Pode acontecer com qualquer pessoa. Saiba disso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar