RevisadoSem signo

Para você, empreender é ser líder de si mesmo

Já falamos aqui neste blog que o empreendedorismo é para os fortes. Não basta você simplesmente querer trabalhar fora do mercado, mas extraindo o melhor dele. É necessária muita determinação também.

Empreender exige disciplina e lembrança que na maioria das vezes e no início as coisas podem ser mais difíceis e desgastantes do que se imaginou.

Você pode estar aí estalando seus dedos e achando que é maravilhoso não ter um chefe para mandar em você, mas, se você não consegue se colocar o mínimo de disciplina para fazer o “rolê andar”, saiba que nada vai sair do lugar. E isso gera um desânimo, viu?

O Guru Astral acha também que a criatividade vem também um pouco daí. Não é só criar novos produtos, serviços, mas criar formas de você sair do marasmo, do abatimento ou até da preguiça. É saber se trabalhar, se convencer que tudo o que parece ruim também pode mudar.

É recomeçar, mas principalmente se liderar para focar que você vai chegar em algum lugar.

E bom, para fazer tudo isso também é necessário ser um pouco de artista e ir de contra a tudo um pouco.

Ser artista é ir de contra a tudo. Isso é um fato.

Ou quase tudo, até porque você vai acabar encontrando no meio do caminhos pessoas que venham a se identificar com a sua busca.

Você já deve ter ouvido falar que a arte é para sortudos, pois a maioria vai acabar morrendo de fome. Ainda é uma triste realidade, mas eu penso também que para esse cenário mudar a mudança precisa vir da gente.

É necessário comprar essa briga e provar que, por mais difícil que seja, se reconhecer é o primeiro passo para que as pessoas olhem diferente para a sua arte e para você.

A mensagem que eu estou tentando passar basicamente aqui para você empreender na sua vida é que, para qualquer setor que você esteja escolhendo ou para você quebrar algumas barreiras que podem existir na sua frente, é necessário você ir um pouco de contra aquilo que você conhece e também que você seja o líder do seu próprio empreendimento.

Ir de contra a tudo acaba muitas vezes indo de encontro a um amigo ou familiar que não acredita no seu sonho. Laços não precisam ser desfeitos, mas a prioridade é aquilo que te faz feliz, aquilo que te coloca para cima.

E no final das contas, a arte pode até não ser valorizada, mas é uma das únicas formas de expressão que nos ensina e nos faz refletir o que nós estamos fazendo da nossa vida. A arte é uma mensagem que nem todos estão prontos para ouvir.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar