RevisadoSigno de Touro

O que a taurina mais gosta no oceano

Pode parecer um pouco clichê e realmente vai ser, mas o que ela curte no oceano é justamente o infinito, pois ela se sente um pouco parte disso. Não vou dizer que ela não tem medo daquilo que ela desconhece, afinal, no mar você nunca sabe o que se pode encontrar, mas o horizonte é o que a faz sonhar. É disto que ela gosta de verdade: saber que não há fim. Taurinos não gostam do fim, a não ser daquilo que é ruim, claro, mas tirando isso, ela gostaria que as coisas não tivessem motivos para terminar. Todos os signos olham para o oceano de uma forma diferente. A taurina olha para ele como se repondo as energias que precisa para poder voltar a rotina, trabalhar e encarar o desafios do dia a dia.

O oceano é para ela a sua forma complementar.

Basta olhar que a taurina já sabe que é lá que ele vai abraçá-la para poder recarregar a sua aura. Não é à toa que muitas taurinas amam estar na praia. Lá não tem o disfarce que elas precisam usar para ter que lidar com pessoas. O oceano não julga. Ele abre os braços em forma de ondas para receber a sua filha que tanto fica longe dele, mas que sabe exatamente a hora de voltar. Se as taurinas soubessem que o oceano as ama tanto quanto elas sentem esse amor por ele, acho que elas não iriam mais embora, não veriam mais a hora de voltar.

E quer saber de mais?

Eu acho que o oceano é a representação perfeita da intensidade de uma taurina. Sem querer tirar aqui o posto das cancerianas, que são representadas pelo elemento água e pelas ondas do mar, a taurina também tem um pouco de água dentro de si. Não é à toa que ela chora, né? Aliás, chorar é bem pouco. Dentro do oceano, uma taurina transborda e mostra para a mãe natureza tudo o que ela é sem maquiagem, sem filtro, sem cobranças e faltas de esperanças. E o mar vem para renovar os votos dessa filha que precisa recomeçar.

O encontro entre esses dois é perfeito e te fascina de um jeito que quase não dá para explicar. É sensacional, guruzinhas e guruzinhos. Se o Guru Astral pudesse e não tivesse mais coisa para fazer da minha vida, juro que ficaria bem paradinho olhando para esse momento de perfeita união, quase que sagrada, né? A natureza sabe o que faz e sabe exatamente como presentear seus filhos, como carregá-los, e a taurina… Ah, essa filha sabe receber. Ela sabe mesmo.

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar