RevisadoSem signo

Nos olhos

Tínhamos um país maravilhoso. Ao simplesmente observar as pessoas no aeroporto, pude sentir um conforto que me fazia acreditar que a maioria estava ali em busca de um sonho. Tantos rostos a conhecer e, no final, isso tudo resultava, muitas vezes, num sentimento único e social: o amor.

AMOR. Quando foi a última vez que me apaixonei? Meus cabelos estão começando a ficar brancos, mas ajo como um adolescente indo atrás de seu ídolo. Estava provando de meu próprio veneno, e sabia que seu gosto era amargo.

Em um olhar pude ver um casal que se encontrava e se abraçava. Um ótimo momento para a foto. Flash. Talvez pudesse reproduzir essa cena em minha vida… Agora.

Eram onze da manhã quando estive na porta de seu colégio. Sentia-me exausto.

Esperei dentro do táxi até que depois de uma hora percebi crianças e adolescentes saindo.

Dispensei o taxista. Observei todos os rostos das jovens procurando, procurando e procurando por…

Meu amor

Meu coração batia acelerado, e eu não sabia explicar o motivo.

Os seus olhos se encontraram com os meus. Por um momento, vi a surpresa passar por eles, mas logo se tranquilizaram e se limitou a me encarar.

Meus pés assumiram o controle involuntariamente, me fazendo andar entre os carros. Quase me atropelaram, mas os meus olhos não se desgrudavam dessa pessoa. Tão linda, exótica e… angelical.

Olhei lentamente os elementos que se encontravam dentro dela. Sem dúvidas um lugar acolhedor, do qual eu não teria pressa em sair. A maneira tão serena e segura com que falou fez com que me sentisse um completo idiota. Droga, estava sendo tudo tão rápido demais. Eu reclamava rápido demais.

A pessoa que a tivesse seria a mais sortuda do mundo. E doía-me pensar que poderia ser outra que não eu. Essa pessoa conseguia ferir o meu ego, por não conseguir atingi-la, não a seduzir e tirá-la de seu pedestal, quando na verdade ela me tirava do meu. Se o mesmo estivesse acontecendo com qualquer outra pessoa, sem dúvida se entregaria aos meus encantos, mas ela… não. Ela era diferente. Essa pessoa estava fora do meu alcance, e eu não sabia como lidar com isso sem ter um espírito competitivo.

Jurei para mim que seria meu amor até o fim de minha vida. Há tempos que me digo uma pessoa contrária a ideias sem sentido para a realidade, porém embarco nesta agora.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar