RevisadoSem signo

O que tiver que ser…

Sei que essa frase é muito chata, pois às vezes a gente quer as coisas no nosso tempo, porém, por mais que a gente bata o pé e tente fazer acontecer como achamos que deve acontecer, simplesmente não vai ser assim. Eu acho que você até pode ir conversar com o Universo, mas se você tá achando que vai conseguir alguma coisa com isso, o máximo que você vai conseguir é a resposta dele do porquê de você não estar com aquilo que você quer. A gente ainda não tem capacidade de entender o que tá escrito realmente no livro da vida. E se ele realmente existe? Bem, eu não sei. Eu até sei, mas eu não posso falar sobre isso agora. Então, ele existindo ou não, tem alguma coisa chamada destino. E é esse destino que a gente tem que respeitar.

“Mas então quer dizer que eu não posso fazer nada contra lei do destino? E se eu quiser mudar isso e fazer a minha vida completamente diferente?” Muitas pessoas já me perguntaram isso, e a única resposta que eu consegui achar foi uma espécie de parábola. Imagine se todas as pessoas estivessem com controle de suas vidas e achando que sabem o que é melhor para elas — isso se você considerar a pessoa desde bebê até o último momento de sua vida. A vida dela seria uma confusão porque ela passaria por vários tipos de transformação e poderia não querer algumas coisas e depois voltar a querer, e vice-versa. Os aprendizados seriam menores, e ela não teria oportunidade de reconhecer que determinadas coisas não fazem o menor sentido para ela.

Por mais que a gente brigue com a linha do destino, ela é sábia. E ela sabe exatamente o momento em que a gente deve deixar ir alguma coisa ou lutar para que essa mesma coisa fique. A gente precisa se esforçar assim para fazer por onde, porém temos também de parar de brigar tanto com as circunstâncias que rondam a vida. Seria bem louco se a gente escolhesse a nossa primeira oportunidade de ficar com nosso primeiro grande amor. Para algumas guruzinhas e guruzinhos, isso dá muito certo porque está na linha do destino dela, mas para outras, existem dezenas de pessoas que vão fazê-la aprender várias coisas até que finalmente a pessoa certa chegue. Se escolhêssemos pela primeira pessoa, não teríamos essa oportunidade. Agora você consegue entender o porquê de existir uma linha do destino?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar