RevisadoSigno de Sagitário

Está na hora de você enxergar os sinais, sagitariana

“Sinais, Guru Astral? Como assim?” Sinais, sagitariana. Aquelas pintinhas que você tem no corpo. Não, mentira. Não é isso, não, hein? Estou falando dos sinais que aparecem na nossa cara e a gente insiste em dizer que é uma “mera coincidência”. Não é. É a gente que fica criando coisa achando que nada tem motivo, mas eu preciso lembrar que tudo tem motivo. Você acha mesmo que esse Universo foi criado apenas para as coisas acontecerem sem motivo aparente? Isso chega a ser preguiçoso da sua parte.

“Ah, Guru Astral, então você quer dizer que tudo tem motivo, mas eu não vejo isso.” Não vê porque você tá mais ocupada em debater do que realmente enxergar, ou seja: já começou errando. Quando a gente começa a se importar com esse tipo de coisa, você vê que tudo realmente está interligado. As guruzinhas e guruzinhos, os acontecimentos, tudo tem um motivo para acontecer. Nós recebemos avisos e insights, e quanto mais a gente nega que eles existem, mais confusos ficamos quando determinadas coisas acontecem para a gente. Não estou falando para você ficar bem louca e tal, mas estou dizendo para você usar mais da sua sensibilidade, afinal, você está no signo de Sagitário: um dos signos que mais são espiritualizados nesse planeta.

“E onde eu posso encontrar esses sinais, Guru Astral?” Em qualquer lugar, sagitariana. Desde a soma da conta do restaurante que pode ter dado um número simbólico, até que, sei lá, alguma coisa que um amigo seu falou e depois começou a fazer o maior sentido. Sim, você vai ter que entrar nessa, se é o que você quer, sem o menor preconceito, porque o que lhe parece bizarro agora mais tarde vai lhe fazer um sentido danado. E digo mais, para a gente conseguir encerrar esse assunto: quem foi que disse para a gente que certas coisas são bizarras ou não? Que certas coisas existem ou não? A ciência? Ah, pois é. A ciência também contestava tanta coisa lá atrás, e as teses desse pessoal caíram, né? A gente não pode simplesmente virar as coisas e falar que não existe, porque a gente não está lá para ver se existe ou não. Entendeu agora por que a gente precisa expandir a mente? Pois é, sagitariana. Então vai logo que você está perdendo tempo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar