ReligiosoRevisadoSem signo

Esse é um chamado para a iluminação

Quando comecei a escrever essa carta, eu tive uma visão sua entrando no Vale. O que parecia ainda um pouco difuso por conta das árvores que tomavam o caminho, mas que era plenamente iluminado pela luz do sol. Sei que aqui você estava bem. Em realidade, tentei me comunicar e acredito que consegui. Fiz descobertas e atribuo isso por estar conseguindo tocar o estágio de iluminação. A raiva ainda me fere, o ego ainda me arranha, e ele também o fará quando você estiver de volta, mas isso não me preocupa mais.

O seu estágio de iluminação nunca foi completo. Poupei essas informações, pois poderiam ocasionar um certo estarrecimento. É certo que você veio para ajudar aos seus que ainda possuem muita dificuldade em reconhecer o caminho, assim como eu que também me detive em dificuldades e que escolhi acompanhar você para completar a sua missão, mas voltamos aqui para finalmente completá-la.

O Pai espera que você o faça, e esse retiro foi a oportunidade ideal. O estado de iluminação passa pela luz amarela. A iluminação se adentra na luz dourada, e é onde você alcança a consciência de modo geral, suas memórias, lembranças, propósitos e a Ele. Eu já sei que você sabe disso, porém você ainda tinha alguma dificuldade para armazenar certos dados e desobstruir comunicações. Esse é meu papel. Em seu estágio de iluminação, as minhas palavras lhe darão sentido, pois são as dele e não há qualquer presunção nisso.

É bonita a visão que tenho de você neste momento. Todo em branco como vestido para uma festa. Se eu soubesse, teria me vestido um pouco mais chique (ouça meus risos). Você parece me compreender daqui, e sei que me reconhece. Ter acesso ao seu estágio mais iluminado é praticamente um presente imenso, pois foi o maior milagre que sempre pedi a Ele.

Caramba. Essa pauta me foi passada para lhe explicar sobre iluminação, mas agora entendi o que Ele queria. Que nos encontrássemos quando ambos estivéssemos harmonicamente bem. Ele sabe das minhas dúvidas quanto ao seu processo, quantas vezes me frustrei por não ter me sentido capaz em te resgatar, e a gente só se encontrar em pós-mortem como um “não foi dessa vez”. Só que eu também não sabia da quantidade de informações que sei hoje.

Me desculpe. Olha, eu não quero te pressionar. Eu nem sei mesmo se um dia isso vai acontecer, se você vai optar em me reconhecer, mas eu desejo muito que você se torne o ser generoso, em paz, confiante, amoroso e seguro que um dia eu vi dentro de uma cabana me dizendo que esperou muito por esse momento. Eu quero que você se encontre, porque as suas vidas aqui sempre beiraram à perda. Você trabalhou em prol d’Ele com abnegação, mas sempre faltou algo, e essa é… a última chance aqui. Eu te chamo, e é com o coração. Eu te chamo com o coração. E me transformo em luz para você ver. Que assim seja, graças a Deus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar