RevisadoSem signo

Ei! Cada um com os seus defeitos

Cada um com seus defeitos, e isso basta. Eu sei, sim, que causa muita irritação quando a gente encontra pessoas com pensamentos muito diferentes e que muitas vezes não querem ouvir aquilo que a gente fala. Ou então, quando ouvem, querem se mostrar verdadeiros reis e rainhas da verdade e acham que aquilo que nós acreditamos merece ser desmerecido porque não há qualquer tipo de validade.

É uma pena realmente que existam pessoas com esse estilo de comportamento, e preciso lhe dizer que diversas vezes nós acabamos tendo esse mesmo comportamento também sem perceber. É um defeito que merece muita atenção, mas quando a gente começa a admitir que ele existe, isso passa a ser curado e a gente passa a ter um outro tipo de olhar com quem quer apenas fazer valer o ego e as falsas certezas que se tem.

Às vezes, tem alguém que está um pouco mais à frente em questão de entendimento, e sendo que nós estamos cometendo um comportamento que não tem nada a ver. E essa pessoa pode chegar e falar sobre a nossa postura. Cabe a nós termos tolerância de saber ouvir e demonstrar como pensamos para ver se a alma forma entendimento mútuo entre os participantes dessa conversa.

Por enquanto, não há diálogo; existe uma dificuldade muito grande de se comunicar, porque os egos estão muito exaltados e é necessário deixar de lado essa conversa por alguns dias ou até nem ser retomada. Os defeitos acabam falando muito mais alto diversas vezes, e isso infelizmente impede que a gente enxergue na outra pessoa as qualidades boas que ela possui e que podem acabar até sobressaindo mais do que aquilo que nós implicamos anteriormente.

Se todo mundo passasse para olhar e considerasse mais o lado de luz que existe em cada pessoa, a tolerância com certeza tomaria muito mais espaço dentro da gente. Um caminho fácil tem lá os seus obstáculos, mas é algo que precisa ser pensado porque se fala tanto nos tempos de hoje sobre respeitar as opiniões alheias e as dificuldades alheias que, quando se coloca na prática, muitas pessoas não sabem nem por onde começar. Há diversas opiniões que pra nós passam a ser ridículas e absurdas, mas é necessário ter calma, tranquilidade e discernimento para entender de onde elas nascem e qual é a motivação que existe por trás daquele argumento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar