RevisadoSem signo

Dê tudo o que pode

Costumo falar para algumas pessoas que não dá para ficar parando. Parando a gente apenas fica quando precisa refletir sobre alguma coisa, mas ficar só nisso não dá. “Ah, mas Guru Astral… Eu não sei o que fazer. Às vezes eu tenho medo de fazer uma coisa e não dar certo. Era melhor ter parado.” Bem, isso você só vai saber fazendo uma coisa… Isso mesmo: tentando e tentando. Não tem uma outra forma de isso funcionar melhor.

Eu sei que dá medo de a gente tentar. Eu sei que os machucados que acontecem assustam a gente. Não deveria. A gente deveria tirar o melhor das coisas que aprende, mas infelizmente quase ninguém nos estimula a olhar por esse lado. Então temos de percorrer o caminho da dor para entender que as coisas também partem muito dos nossos esforços para que finalmente se chegue a um entendimento. É preciso suar muita a camisa e ir por um lado que realmente impressione, mas que nunca nos tire dos nossos objetivos.

E para isso acontecer, você precisa dar o melhor que pode. Você precisa acreditar. Precisa ter fé de que tudo está no seu alcance. Pode até não ser alcançado automaticamente, mas pode ser alcançado com destreza. Pode se você colocar toda a sua força naquilo e tiver muita persistência. Os obstáculos sempre vão existir, mas em vez de brigar tanto com eles, talvez você deva passar sutilmente por cima. De nada adianta você tentar quebrar uma pedra que está no meio do caminho. Às vezes o melhor é realmente deixá-la. Não se desgaste porque existe uma coisa e não tente quebrar isso. Não. Apenas seja sutil e tenha calma. A satisfação é muito maior.

Dar o seu melhor é ter certeza de que você é forte o suficiente para conseguir atravessar os próprios medos. Entenda que o medo é o seu limitador principal em todos os passos que um dia você já pensou em dar. O medo faz com que você fique emperrando em várias experiências em que você poderia estar aprendendo e se tornando uma pessoa muito melhor do que é hoje.

É natural você tem medo e não conseguir prosseguir em algumas vezes. Você não deve se sentir mal por ainda estar vivendo na base dele, porém o que eu quero te fazer pensar agora é que você precisa ter consciência do que está sentindo e entender que você é capaz de vencer isso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar