ReligiosoRevisadoSigno de Touro

Conheça o Deus de “Touro”

Como a maioria de vocês sabe, Touro não se apega muito à espiritualidade. Eu sei que quem é desse signo e está lendo isso pode falar que estou mentindo, que isso não tem nada a ver, porque vocês podem rezar para Deus todos os dias e tudo mais. Calma, gente. Há uma grande concepção entre “acreditar na espiritualidade e entregar TUDO na mão dela” e “reconhecer que existe uma lado espiritual e até gostar dele”. O Guru Astral diz isso tudo pois Touro prefere fazer a rezar para que algo “caia do céu e aconteça”.

É muito comum ouvir da boca de Touro que esse nativo não vai ficar esperando que Deus se lembre dele, afinal, Deus tem que se lembrar de tanta gente, não é mesmo? Mas vocês esquecem que o mundo espiritual não funciona assim. Porém, não vamos aqui ficar cavando picuinhas nesse assunto e vamos entender quem é e como é essa relação do “Deus de Touro”.

Mais uma vez eu não vou ficar falando que Touro tem algum tipo de Deus. Touro tem um Deus. Esse nativo reconhece a existência divina. Há os nativos de Touro extremamente céticos e ateus, mas mais uma vez vamos nos apegar à galera que tá acostumada com a ideia do divino. Deus vai rezar, pode ir à missa, pedir algo, uma luz, um caminho, mas dentro de si pode surgir um sentimento bastante repetitivo de que esse nativo não está sendo ouvido, que depende dele e exclusivamente dele fazer as coisas acontecerem.

Eu penso em quantas vezes Touro agradece a Deus depois que conquista alguma coisa. Primeiro vai reconhecer os seus esforços e como conseguiu aquilo tudo por conta própria, e depois de algum tempo realmente vai se lembrar da força divina que “facilitou” aquele processo, mas quem fez tudo mesmo foi Touro. O Guru Astral não está aqui para ficar batendo na cara de Touro e chamar esse nativo de ingrato, até porque tem a galera que tá buscando uma evolução espiritual bacana, mas que sirva um tanto de alerta para deixar isso de lado, sabe? O ego, não a evolução espiritual, no caso.

Ah, essa coisa de “querer ver para crer”, gente… Vocês sabem que para poder ver para crer, precisa inverter a ordem das coisas. Crer para ver. E aí acontece, e não é alucinação, não. É coração que tá livre de qualquer tipo de “prova pra mim que isso é verdade”. Acho que nisso, caro nativo de Touro, ainda falta você trabalhar mais um pouquinho.

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar