RevisadoSem signo

Celulite, estria… Importa?

Eu sei que você está se preparando para ficar bonita e pronta para o verão 2056, porém a pergunta que eu tenho que fazer nesse momento é se vale a pena você se importar tanto assim com a sua beleza e esquecer o que realmente importa: a sua saúde. Muitas vezes a gente acaba dando mais ouvidos para as capas de revista ou a mídia, que fala que nós temos que ser magras e bonitas, mas a gente esquece que às vezes a maior felicidade está em justamente sermos aquilo que nós somos.

O Guru Astral não está aqui para defender quem justamente está passando por problemas em relação a transtornos alimentares, e acredito que a melhor forma de ajudar essas pessoas é através de uma terapia especializada, porém às vezes a gente acaba se escravizando por uma imagem de achar que nós temos que seguir determinado padrão para podermos encontrar definitivamente a felicidade e sermos aceitos.

Eu duvido que, se nós fossemos criados em cima de uma cultura pode nem tocar nesse assunto da celulite ou das estrias, nós nos importaríamos com elas. Seria algo com que a gente não iria se importar de verdade, e nossa vida iria seguir com menos uma preocupação. Então, já que a gente não consegue desviar disso porque existe uma mídia falando o quanto é nocivo nós termos fatores que são naturais do nosso corpo, é nosso papel acabar driblando essa falsa realidade.

O que realmente é mais importante para a gente levar para nossa vida é fazer aquilo que a gente gosta de fazer e sentirmos que aqueles pequenos defeitos na verdade são os traços que nos trazem a nossa identidade de verdade. Não são defeitos, então. Não adianta mais de você ficar comendo com culpa e não aproveitando o melhor da vida. Se você sentir que existe algum tipo de energia na forma como você se comporta e você acha que isso pode acabar prejudicando sua saúde, tudo bem, já é um outro fator. Porém, se você está numa situação boa de saúde e sente que você não está fazendo a coisa certa só porque está quebrando a regra de vez em quando, não é motivo de você se preocupar.

Às vezes nós doutrinamos as nossas próprias mentes para poder seguir algo que outras pessoas estão falando que é certo, e nós não damos nem o mérito da dúvida ou buscamos saber se realmente aquilo faz algum tipo de sentido. Não vale a pena você ficar atendendo às expectativas alheias ou criando as próprias expectativas e achando que você tem de se encaixar em determinada imagem que não tem nada a ver com você.

A liberdade começa quando você entende que aquilo que você gosta pode, sim, ser alcançado, desde que você faça isso de forma natural. Você não precisa ficar se cobrando ou se pressionando para chegar rápido em determinado resultado ou então achando que você realmente precisa atender padrões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar