RevisadoSem signo

Você já agradeceu por viver? 

Você com certeza já deve ter ouvido essa pergunta várias vezes na sua vida e se pegou pensando por alguns minutos se você tinha feito isso. O nosso cérebro logo autossabota a gente na resposta e demonstra de diversas formas que nós fomos capazes de reconhecer o valor da vida e agradecer por isso. Pensamos que nós somos extremamente conhecedores sobre o que a vida consegue nos proporcionar, porém gastamos realmente pouquíssimo tempo nos lembrando de agradecer por tudo o que recebemos.

E quando o Guru Astral fala tudo o que recebemos, também se refere aos nossos problemas e questões que nos deixam extremamente loucos e desesperados para resolver. São esses mesmos problemas que nos fazem entender as nossas capacidades de evoluir e também de conseguir solucionar. Se não fossem esses problemas, a gente não estaria completamente consciente sobre como somos pessoas boas e inteligentes para poder resolver tudo.

Não somos melhores do que ninguém, mas conseguimos, sim, ser melhores do que nós mesmos todos os dias. Ter isso em conhecimento conforme a vida passa é um grande triunfo para lembrar e não deixar que o ego se coloque sempre à nossa frente para competir. Acredito que a coincidência é um dos maiores presentes que poderíamos receber na nossa vida, e pouco valor acabamos atribuindo a ela. Quando a gente para pra perceber as pequenas coisas que acontecem no nosso dia a dia, parece que tudo o que é mais profundo faz muito mais sentido. Agradecer não é apenas para nós não sentirmos ingratidão, mas é para saber que temos sabedoria e maturidade para lidar com as situações e as pessoas que nos rondam. Não devemos agradecer por apenas nos livrar dessa responsabilidade, mas porque sentimos isso de todo o coração.

Agradecer e abençoar tudo o que acontece na sua vida é se abençoar sobre a sua jornada. Eu acho que, aproveitando essa deixa, você poderia ler um pouco mais sobre o que significa gratidão na vida de uma pessoa. Tenho certeza que você tem muito a aprender a respeito disso e que vai conseguir sentir com o coração muito mais aberto quando deixar os preconceitos de lado. Aqui eu não estou tratando de dogmas ou uma filosofia que você deve seguir e não olhar mais para o lado. Aqui trato da sua evolução como ser presente neste mundo e do seu papel fundamental para poder despertar tantas outras consciências também. E aí? Já agradeceu hoje?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar