RevisadoSem signo

Ame você

É muito simples eu chegar aqui e falar para você começar a se amar, mas fazer é difícil. É lógico que eu quero que você ame a si, mas seria muita covardia da minha parte simplesmente te mandar fazer isso sem explicar a você por onde começar. Você precisa antes de tudo começar a entender que você é uma pessoa que tem muitas qualidades e coisas que você pode acertar a partir de agora. Os defeitos nunca devem vir acima das suas qualidades, e você também não precisa se deixar levar pelo ego e achar que você é a melhor pessoa do mundo. Você pode falar que você é a melhor pessoa do mundo para o seu próprio universo, mas jamais colocar isso como uma verdade social, pois outras pessoas também existem e podem ser melhores do que você em outros setores.

Para amar a si, você precisa exaltar as suas qualidades e demonstrar o quanto você é excelente nessas coisas, começar a trabalhar que os defeitos que porventura você começa a perceber podem, sim, ser respeitados e amados. Nesse processo, que mais uma vez não vai acontecer de uma forma muito rápida, você pode acabar achando que isso é besteira e acabar mais uma vez dizendo que você não é uma pessoa tão boa quanto as guruzinhas e guruzinhos estão dizendo que você é. Então, você dá um tempo para si e comece a pensar que, sim, existem outras pessoas que estão passando pela mesma coisa e que todos nós estamos no mesmo barco, até o Guru Astral. Todos nós temos as nossas inseguranças e, se alguns conseguem ser um pouco mais fortes e lidar com isso de uma forma melhor, é porque conseguiram achar esse caminho que eu estou lhe apresentando agora. Essas pessoas passaram a se respeitar e entender que se cobrar não vai trazer nada além de um peso desnecessário.

Acho que a síntese está justamente aí: se amar é se respeitar acima de tudo. É não ter medo de saber que você possui defeitos e que você pode trabalhar hoje para aceitá-los ou então ir desconstruindo com calma e com respeito ao seu tempo cronológico. Você é uma pessoa humana e que não deve se submeter a caprichos de sociedade dizendo que você deve ou não ser uma coisa que não tem nada a ver com a sua essência. Quando você passar a ter mais calma e por conseguinte respeito que tem por si, os fatores externos não vão fazer tanta diferença mais. Isso, sim, já é descobrir o que é amar a você acima de todas as coisas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar