RevisadoSigno de Câncer

Câncer, o mal em dizer sim querendo dizer não

Canceriano, canceriano. Lá vai você de novo falar um sim para alguém, mas no seu íntimo mais profundo você está doido para falar não.

Não dá para fazer isso, hein? Você tá se maltratando dessa forma. Eu sei que você quer ajudar todo mundo e quer ser uma pessoa boa, como bom canceriano que é, mas saiba que mesmo para ser uma pessoa boa precisa abrir mão de fazer certas coisas que não nos fazem nada bem.

É difícil, sim, você dar uma negativa, porque a gente não sabe o que esperar de resposta da outra pessoa. Acontece que, se ela não respeitar a sua vontade, é sinal que as coisas não estão bem dentro da outra pessoa. Todo mundo precisa respeitar o limite de outra pessoa. Todo mundo precisa saber até onde pode ir, e isso inclui você, canceriano, porque, olha…

As pessoas vão exigir um tanto que você tome certas posturas. Se você ficar vendo mais o lado dos outros que o próprio, além de acabar mal acostumando o outro lado, você vai perceber como o tempo vai escorrer dos seus dedos. Não entendeu? Tudo bem. Guru Astral explica.

Você já percebeu que, quanto mais você perde seu tempo fazendo algo que não gosta ou fazendo algo que você sente que não deveria estar fazendo, sua cabeça vai para o que você poderia estar fazendo de bom?

É quase um reflexo. Você pensa naquilo e percebe que poderia realmente estar tendo um tempo útil. E aí você começa a se culpar e até começar a pensar mal da outra pessoa. Mas realmente você poderia ter mudado tudo isso em um estalar de dedos. Só em dizer não e sentir o seu coração menos sobrecarregado.

Faz diferença fazer dessa forma, Câncer. É extremamente gratificante, é tirar um peso dos seus ombros de que você não precisa agradar ninguém. Entenda: uma coisa é ajudar uma pessoa, e a outra é ficar se submetendo a uma coisa que você sabe que não vai te fazer bem.

Então, tem certeza mesmo que você quer continuar nessa de achar que precisa seguir a vibe do outro? Por favorzinho, Câncer. Faz isso, não. Eu sei que você é melhor que isso.

Se colocar em primeiro lugar é se respeitar e também respeitar o outro. Tenho certeza que você consegue entender isso. E, tipo, vamos lá. É hora de tomar coragem, estufar o peito e, se alguém vier te perguntar, basta dizer que você não tem como fazer. Simples. Sem dar muitas satisfações e também se livrando de um peso que iria carregar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar