RevisadoSem signo

O seu erro…

O seu erro foi ver quem deixava de sofrer primeiro. É tão engraçado, você quer que alguém sinta o mesmo ou mais do que doeu em você, sendo que isso não leva a nenhuma vitória, mas sim a um sofrimento muito maior. Me diz se no fundo você mesmo com raiva não gostaria de olhar bem para aquela cara, aquela cara daquele ser que mesmo com capacidade de dizer o que te machucava, só que ainda no fundo… você já amava.

Foi deixar essa pessoa lhe mandar mensagem primeiro, enquanto o tempo inteiro você quis mandar alguma coisa. Você se congelou e esqueceu que com o tempo, conforme a gente repete essas atitudes, a gente é que passa a não se incomodar mais em sofrer um pouco mais, mas se esqueceu de como isso não lhe traz mais nenhuma paz. Como isso não te satisfaz.

O seu erro foi esperar a hora certa de se declarar, mas a gente nunca sabe, não é?

Você esperou tanto que acabou se sufocando com o tanto que tinha para falar. E essa pessoa foi embora enquanto você continuava no mesmo lugar, talvez achando que tivesse mais tempo para tentar, se arriscar, se jogar ou voltar… lá.

O seu erro foi deixar de se importar com alguém que moveria céus e terras para estar onde você está. Eu não entendo como nós só conseguimos nos importar com quem ferra a gente, mas de alguma forma a gente faz a mesma coisa com as outras guruzinhas e guruzinhos que se esforçam o mínimo para nos fazer sorrir e, quando a gente vê, nem acredita que chegou a hora de se despedir.

Foi julgar um sexo, um cabelo, um gosto, um sapato, tudo isso sem ao menos pegar um espelho e se olhar. Vai, vai lá. Quem sabe ainda dá tempo de mudar?

Foi se mascarar. Se fingir de frieza para não ter que admitir que a manteiga já derreteu e o coração de gelo jamais existiu.

Mas se você souber reconhecer isso, não precisa se preocupar:

O seu erro não foi se entregar.

O seu erro não foi se apaixonar.

O seu erro não foi você ligar.

O seu erro não foi chorar.

O seu erro não foi parar de procurar.

O seu erro não foi perdoar.

O seu erro, meu amor, foi só você esquecer que para viver essa dura vida você tem que tentar.

 “Uma hora a gente acerta… Né?”

Etiquetas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar