RevisadoSem signo

A única que vai batalhar por você

As brigas serão inúmeras, mas ela será a única. Vocês saíram sem saber onde mal deixaram as lágrimas caírem. Enquanto você de repente resolve olhar para a TV, enquanto não havia mais luz na sala, ela tomou a decisão em silêncio e bateu a porta.

Doeu. É lógico que iria doer.

Sua respiração pesada e seus pensamentos que na sua cabeça ferviam demais a ponto de se colocarem em ordem. Você já não aguentava mais, né? Era só mais um drama em que ela explodia, mas no final ela sempre voltava.

Você tirou a sua jaqueta. Pegou a roupa e jogou na cama como todas as vezes que chegava em casa, e acabou lembrando como ela insistia em se lembrar dessa sua mania. Só que o que antes era desleixo, agora tinha um toque de rebeldia. Agora era só você em casa. Era você quem dava e mandava, quem ditava as regras.

Quando você entrou no banheiro, pela primeira vez se recusou a olhar para o reflexo no espelho. Queria entrar ali naquela água apenas para depois sair como um novo homem. A água que caiu te lembrou exatamente de todas as coisas que você fugiu para pensar, mas… pensou. As marcas dela ainda ali. Impressas para te lembrar mais ainda quando fizeram amor exatamente naquele boxe. Como ela mesmo sendo brava algumas vezes, não deixava a calma lhe faltar, e o seu jeito dócil ainda falava para ele como ela era entregue totalmente e tão madura como a mulher que tinha se tornando, com toda sua sensualidade.

Então, inevitavelmente veio: a primeira dor do primeiro vazio.

Quando você finalmente tomou coragem e saiu do banho, o espelho continuava ali para te lembrar do que você queria antes de molhar os pés. Olhou para si, e então encarou o novo homem, sim, mas que ela tinha feito você se tornar.

Você podia lembrar, sim… Tudo começou feito brincadeira, mas quando ela entrou na sua vida, de um jeito totalmente destrambelhado pela forma como foi, mas com o seu jeito para lá de decidida, sabendo bem o que queria, você sabia que o rapaz imaturo e tantas vezes confuso sem saber qual meia colocar para cada pé estava mesmo com seus dias contados.

Já fazia tanto tempo. Não era tanto assim, mas fazia.

Uma semana que vocês dois tinham feito amor.

Uma semana que se passou e você tentou trazê-la de volta com o seu jeito torto.

Uma semana que, mesmo que você tivesse desejado rápido por isso, que ela tinha ido.

Ela vai batalhar, porque ela é e sempre será única. Pode acreditar que vai ser, pois única é quem é capaz de acreditar no outro e em si mesma. Sim.

Para ela se convencer que você foi apenas uma parte que se ausentou, que você foi uma história apenas que não teve valor e que apenas passou.

Ela vai batalhar, mas para você não fazer nenhum tipo de falta, enquanto dentro dela, já escolheu seguir o seu caminho que é em frente.

Ela vai. Ela já foi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar