RevisadoSigno de Sagitário

A sagitariana tem o amor

Essa mulher tem amor para dar e vender. Com a sagitariana ou a coisa é demais ou ela é de menos, não tem meio-termo, e olha que tem muita gente que reclama disso. Ela se importa? Não. Ela vai fazer aquilo que acredita de verdade. Pode ser que o amor que ela tem dentro do corpo precise ser despertado. Fica a missão sua para poder fazer isso nascer. Não a culpe caso isso não acontecer, pois ela não vai forçar nada por você.

A sagitariana tem amor, mas não só pelo relacionamento amoroso, não. Ela tem amor pelos animais, pela vida, pelas plantas, ela observa cada mínimo detalhe e dedica um pouco do seu gosto. Ela gostaria de sentir cada fragmento de vida, cada momento que ela sente alegria e vê as guruzinhas e guruzinhos se sentindo assim também, mas como não é possível, então ela transborda em amor. E você pergunta ao Guru Astral como ela faz isso. Com o sorriso, rindo, falando e mostrando em ações de que ela pode estar muito mais bem integrada ao meio ambiente do que nós que estamos lendo este texto.

Às vezes a gente acha que não dá para acompanhar, que é muito difícil acompanhar esse ritmo, mas nem é, só que para isso você precisa se entregar. O processo é tão simples, sabe? A sagitariana mesmo quase não sente quando começa, mas depois ela está totalmente dentro disso. É meio que uma espécie de meditação, mas não necessariamente isso. Acho que começa no processo de gratidão e reconhecer que estar nessa vida é uma benção. Eu ainda estou para entender por que o pessoal de Sagitário sente as coisas de uma forma tão fácil, mas seja como for, seja lá o motivo que tiver, é bonito e dá vontade também de se entregar para isso a cada momento.

Se a sagitariana tem amor por tudo isso, acho que só nos resta realmente entender que ela não apenas tem, mas que ela É o próprio amor. Ela sintoniza apenas nas suas energias e transborda. É uma mulher que muita gente ainda nem nota, mas quando sente toda aquela energia de aura mais pura vibrar, ela consegue contagiar todo mundo que está à sua volta. Não o faz por ego, para provar alguma coisa, mas apenas por ser, por existir e compreender que a vida existe para ser sentida em todas as instâncias. Abra os braços e sinta, sagitariana.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar