RevisadoSigno de Câncer

A mulher que nunca esqueceu a canceriana

Sim. A mulher. Essa que pode ter sido uma amiga, uma irmã, uma namorada. Mas de fato uma pessoa que teve a sua vida marcada de vez por essa canceriana. Ela se pergunta quantas vezes acaba pensando nela todos os dias.

Às vezes, diz para si mesma que gostaria de não pensar tanto assim e que ambas pudessem esquecer que se conheceram, apenas para terem a chance de se conhecer outra vez e fazer tudo de novo. Parece bizarro, eu sei, mas não é.

Essa mulher não tem palavras para dizer como a canceriana fez toda a diferença na vida dela. Ambas erraram muito, mas se amaram igualmente. Só que tem uma hora que parece que a vida se encarrega de separar as pessoas.

Parece que ela tem melhores planos, e a gente precisa apenas se adaptar a isso. A gente precisa entender que precisa largar a mão uma da outra para poder seguir com as lições que a vida tem para dar pra gente amadurecer.

E foi duro aceitar, porque a gente quer bater o pé, quer fazer que não, mas não adianta. A gente precisa realmente seguir. A gente precisa realmente tomar uma atitude, mesmo quando a vontade de sumir desses planos é maior ainda.

Seja lá como for, canceriana, eu deixo um recado dessa mulher que te amou tanto. Ela tem algo a dizer, e eu estou abrindo esse espaço para ela poder falar:

Eu sei que já se passou algum tempo.

Parece que equivale a anos. Eu fui tentando amadurecer a ideia na minha cabeça. Eu fui tentando me consertar com tudo aquilo que você dizia para mim que eu deveria olhar.

Peço desculpas pelas vezes que não consegui aceitar. Peço desculpa pelas vezes que fiz você se aborrecer comigo porque eu não quis mudar. Eu realmente percebi o quanto eu estava errando e resolvi botar em prática muita coisa que você me alertou.

Aliás, você teve altas previsões que me ajudaram a perceber que você tava bem mais que certa. Você via mais à frente, como boa canceriana que é, e e eu estava sendo incapaz de não levar isso como algo sério. Queria dizer, sim, que me arrependo do que já disse e de como você foi uma pessoa muito importante para mim.

Ainda é, mas hoje compreendo que cada uma segue a própria história. Não devemos prender ninguém, e se tiver mesmo que continuar, Deus vai se encarregar e dar um jeito para ajudar. Não me preocupo mais, pois sei que é melhor assim.

Você está bem, canceriana, e eu também vou ficar. Fica com Deus. Você é uma grande mulher, e muita coisa ainda vai aparecer para você se alegrar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar