RevisadoSigno de Escorpião

A escorpiana fez eu acreditar em signos

Há um tempo atrás eu nem ligava para astrologia, até que um dia… Olha, o que vou contar não é novidade nenhuma. Mas esse signo de Escorpião é o melhor (até pra quem não acredita). Sem mais! E eu posso provar.

Como uma pessoa consegue ser sedutora, encantadora, enigmática, sarcástica, dramática, dedicada, inteligente e sempre muito bem-apresentada? Pois é, já sabe de quem estou falando? Isso mesmo! Das intensas escorpianas!

Certo dia estava eu em um dos bares da minha cidade, vendo o celular, olhando pra lá e pra cá sem enxergar nada ao redor, e eu só tive olhos para uma pessoa a festa inteira. Ela era diferente. Era séria e observadora — tentei jogar um sorriso, talvez dois, não mais que três, enquanto ela só deu um sorrisinho de canto de boca. Não me contive, fui falar com aquela mulher que me roubara a noite. Ela olhava dentro dos meus olhos como se quisesse ver minha alma, e naquele momento eu já tinha me desinibido para ela. Convidei-a para tomar uma bebida. Ela aceitou. Foram horas de conversas que para mim passaram como segundos de tão rápido; ela era interessante, sabia disso e me olhava no fundo dos olhos.

Não demorou muito para eu pedir o número dela e querer vê-la mais vezes. No início, ela resistiu, depois passou seu número. Acho que fazia parte da sedução.

Depois de mais algumas saídas, ela me apresentou seu bar favorito, e eu apresentei minha bebida favorita. Mais tarde houve uma coisa que eu queria muito: um beijo dela! Mesmo se fosse um selinho, eu já estaria gritando de alegria. E aconteceu… E que beijo, que beijo! Que entrega, que intensidade, que mulher escorpiana!

Tentei disfarçar minha cara de bobo para ela não perceber, mas falhei miseravelmente. Ela sabe que eu estou caidinho por ela, e espero que ela esteja assim por mim também. Não tem jeito; quando uma escorpiana passa pela sua vida, ela vira tudo de cabeça pra baixo. E eu? Bom, sempre gostei do avesso mesmo.

Hoje eu continuo saindo com a escorpiana, e sinto como se fosse a primeira vez. Amo aquele frio na barriga que sinto e aquele olhar que faz eu querer abraçá-la e não soltar nunca mais. Em breve eu garanto que vou poder abraçá-la, só que desta vez não só nas noites dos bares de rock, mas também para a vida. Para sempre. É, uma escorpiana me roubou de mim, e eu a agradeço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar